Home Notícias Energia solar: software gratuito ajuda a recuperar o investimento

Energia solar: software gratuito ajuda a recuperar o investimento

Serviço online utiliza telemetria para monitorar remotamente o desempenho dos sistemas fotovoltaicos instalados em telhados de empresas e residências

Investir em energia solar, geralmente, compensa. A economia proporcionada pelos painéis na conta de luz, em alguns anos, paga o custo do sistema. Os equipamentos, no entanto, não são baratos. Um sistema residencial, com capacidade de 2 kWp (unidade que define a potência máxima de um painel fotovoltaico), sai por volta de 14.000 reais.

Atualmente, dependendo do consumo, um sistema fotovoltaico “se paga” em 3 a 7 anos.  Para reduzir esse tempo, a PV Operation, empresa brasileira de manutenção em usinas solares, lançou um software gratuito que faz a telemetria dos sistemas, remotamente, e monitora o desempenho dos painéis. Segundo a companhia, com isso, é possível reduzir o prazo em 10%. 

O software lê as informações do inversor, responsável converter a energia captada pelos painéis para o padrão correto, e mede a produção real de eletricidade. O desempenho dos equipamentos pode ser afetado por uma série de situações, como superaquecimento, sujeira acumulada ou um cabo solto. O sistema registra o histórico de consumo e gera alertas em caso de problemas. 

“Sabe-se, por exemplo, que a sujeira responde por cerca de 20% da totalidade dos problemas relacionados com a eficiência da usina solar, mas existem diversos outros. Portanto, nossa proposta é oferecer inovação e agregar valor ao mercado”, afirma Siqueira Neto, CEO da PV Operation. 

O quanto dá para economizar 

A possibilidade de economizar na conta de luz é o principal atrativo dos sistemas fotovoltaicos. Segundo Bárbara Rubim, CEO da consultoria Bright Strategies, em tempos de pandemia, a energia solar ganhou um novo aspecto econômico ao atuar como redutor de gastos fixos de comércios e outros estabelecimentos. “Um ponto de destaque é a maior previsibilidade que o consumidor adquire quando decide migrar para a geração solar, pois passa a ficar blindado dos impactos das políticas tarifárias”, afirma Rubim. 

Essa economia pode chegar a 95%, dependendo da região onde o sistema foi instalado e dos hábitos de consumo. Os equipamentos, no entanto, não são baratos. Um sistema residencial, com capacidade de 2 kWp (unidade que define a potência máxima de um painel fotovoltaico), sai por volta de 14.000 reais. 

Fonte: Exame – Por Rodrigo Caetano em 3 julho 2020, 12h23

Esta notícia não é de autoria da Infinit Solar, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pela Infinit Solar. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.

Share:

Related Post